segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

AQUELA NOITE EM CANNES



                                                                     
Aquela noite em Cannes
Susanne McCarthy
Trial by love
Coleção Bianca Especial Edição de Férias, nº 13
Editora Nova Cultural , 1988
Assunto Advogados, juizes

Quando Matt entrou no tribunal, imponente com sua toga negra de promotor, o coração de Caroline disparou. Por um instante, ela deixou de ser a advogada fria e implacável que todos conheciam, mergulhando nas lembranças de uma noite quente e perfumada na Riviera Francesa, seus corpor nus perdidos no delírio do amor… Mas afastou logo esses imagens pertubadoras. Não se envolveria de novo com Matt, nem mesmo depois de descobrir que carregava no ventre o fruto daqueles momentos de loucura!

3 comentários:

  1. gostei, apesar de achar que ela foi muito grossa e chata, foi dificil faze-la mudar de opinião

    ResponderExcluir
  2. Bom o livro...mocinha dificil!!!

    ResponderExcluir
  3. Acho ÓTIMO uma mocinha mais difícil para variar! é cansativo ver sempre mocinhas se arrastando aos pés de homens que controlam a situação bastando estalar os dedos para a mulher aceitar tudo.O cara a trata como um desafio e faz uma aposta de levá-la para cama antes da viagem acabar, a mulher tenta se preservar e ter um pouco de amor próprio e é chamada de chata? Tem que fazer o cara suar também!! mulher apaixonada não deve ser sinônimo de mulher burra e submissa.

    ResponderExcluir