quinta-feira, 3 de março de 2016

A CASA DO PENHASCO

LIVRO
A Casa do Penhasco
Rosemary Carter
Pillow Portraits
Coleção Sabrina Especial Edição de Férias, nº 1
Editora Nova Cultural , 1992
Assunto Cotidiano

Um homem de traços marcantes e olhar selvagem vivia na casa solitária, no alto do penhasco, enfrentando a fúria dos ventos e a impetuosidade do mar: o pintor Ross Dolby. Kátia foi viver naquela casa, ao lado desse homem misterioso, que lhe confiara o trabalho de escrever sua biografia. E logo se arrependeu. Ross Dolby era uma ameaça constante para Kátia, mulher para quem amor e sexo eram prazeres proibidos!

4 comentários:

  1. Gente, nesta história, o mocinho é rico, sensual, famoso um gosto são que se apaixonou pela mocinha chata, cheia de traumas e mentirosa. Finge que é virgem e o coitado fica meses com o maior cuidado com a pilantra até que descobre que ela já tem uma filha. Passando a raiva ele a pede em casamento mas pasmem a danada não aceitou e foi viver a vida dela na maior tranquilidade, até que...

    ResponderExcluir
  2. eu gostei, homem insistente e ela meio tonta por causa do passado, mais no geral adorei

    ResponderExcluir
  3. Gostei...muito bom!

    ResponderExcluir
  4. Engraçado, quando é o HOMEM que mente, chantageia, agride e tem "traumas" que o impedem de casar-se são chamados de maravilhoso, tudo de bom, "ogro" delícia por muitas leitoras e quando uma mulher se atreve a fazer bem menos do que isso é chamada de chata. Katia tem todo o direito de se preserva e curtir o trauma até o momento que ela achar que deve ceder. Viva Kátia e toda mocinha que faça diferente!!!
    Grata pelas postagens!!!

    ResponderExcluir